Autor: Colaten _ Colaten HA _ Tenflax Plus

Se o mês de Outubro é rosa, dedicada ao câncer de mama nas mulheres, Novembro é azul para alertar aos homens sobre os riscos do câncer de próstata e da necessidade das medidas de prevenção e avaliação periódica junto ao médico.

A campanha Novembro azul tem o objetivo de levar ao público masculino informações sobre diagnóstico, tratamento e cuidados necessários sobre saúde masculina e o câncer de próstata e, principalmente, quebrar o preconceito que muitos homens têm em relação ao exame de toque. Isso porque o diagnóstico precoce da doença aumenta a chance de um prognóstico positivo.

Mas, mais importante do que tratar é prevenir. E nessa hora, os exercícios físicos são essenciais para manutenção da saúde, juntamente com outros hábitos saudáveis, como alimentação e sono regular.

As pessoas que se mantém ativas tem um prognóstico promissor de reabilitação do câncer devido ao exercício ter um efeito anti-inflamatório, atuando de forma intervencionista no tratamento como uma medicação.

Vários estudos indicam que a atividade física atua indiretamente na prevenção da neoplasia à medida que promove a redução de peso. Além disso o desarranjo hormonal provocado pela obesidade aumenta a progressão do câncer. Dentre essas alterações hormonais, a insulina, testosterona, estrógenos e adiponectina sofrem oscilações e elevam os níveis de morbidade e mortalidade pelo câncer.

Os exercícios também desestimulam vícios como tabagismo e etilismo; melhoram o comportamento psicoemocional por meio de liberação das endorfinas; diminuem processos de inflamação celular; e estimulam os processos de reparação celular e a função imunológica.

Porém, antes de praticar exercícios, sempre consulte um médico.

A cada vez mais aumentam o número de amantes e praticantes da corrida. Afinal, não é necessário o uso de equipamentos e é um exercício bem completo, com alto aproveitamento para a saúde.

Porém é necessário ter cuidado: é imprescindível evitar lesões do aparelho locomotor. Os joelhos e articulações são alguns dos locais que mais podem ser prejudicados, além das distensões musculares.

Fazer alongamentos antes de correr pode ser uma boa alternativa para preparar o corpo para a atividade, mas é importante lembrar que o alongamento deve ser moderado para não sobrecarregar os músculos e articulações envolvidos no exercício.

Confira uma série de alongamentos para ter um melhor desempenho na corrida!

1 – Panturrilha:

Fique pé em cima de um degrau, apenas com o calcanhar para fora/suspensos. Erga-os, mantendo-se nas pontas dos dedos, levantando os calcanhares. Lentamente, abaixe os pés de modo que fiquem abaixo do degrau. Repita o movimento pelo menos por 15 vezes.

2 – Círculo com o quadril

Deixe os pés abertos na direção dos ombros e coloque suas mãos sobre os quadris. Faça círculos com os quadris para um lado e para o outro (o mesmo movimento quando se brinca de bambolê), até trabalhar com toda a amplitude do movimento. Faça de 10 a 15 círculos de cada lado.

3 – Círculo com os pés

Esse movimento trabalha as articulações, como os tornozelos, que são os que mais sofrem com os impactos da corrida.  Com os pés ainda abertos na direção dos ombros, coloque suas mãos sobre os quadris e, elevando o calcanhar de um pé, fique na ponta dos dedos e faça círculos com os calcanhares, para um lado e para o outro.

4 – Afundo

Este alongamento trabalha principalmente os quadríceps e os flexores dos quadris. Posicione-se em pé com os pés juntos. Dê um longo passo para trás, com a perna esquerda, o joelho deve ser flexionado para baixo até quase tocar o chão. Com a perna direita, dobre o joelho até formar um ângulo de 90º.Permaneça na posição por 10 segundos e troque a posição nas pernas.

5 – Alongamento lateral

Uma forma de evitar pontadas laterais que muitos sentem durante as corridas. Fique em pé, com as penas bem juntas. Levante os braços acima da cabeça até as mãos se tocarem. Incline-se de um lado para o outro, mantendo o abdômen contraído, pressionando a cintura à direita e à esquerda. Faça o movimento para os dois lados, segurando a posição por duas respirações antes de trocar.

6 – Alongamento cegonha

Fique de pé e dobre o joelho direito, segurando o pé ou o tornozelo direito por trás. Puxe o pé em direção ao glúteo e segure durante 10 segundos. Repita o movimento com a outra perna. Faça por 5 vezes em cada perna, alternadamente.

Mulheres que passaram ou estão passando por um tratamento oncológico nas mamas, conhecem a dificuldade e a importância de terem uma rotina saudável. A atividade física ou esportiva é uma das melhores ferramentas para o bem-estar emocional e físico das mulheres que estão em tratamento cirúrgico ou quimioterápico.