Publicações recentes

03_Colágeno-e-Flexibilidade_capa.png

Ao treinar pela manhã, é necessário bastante força de vontade e disciplina para sair da cama. A dificuldade é ainda maior quando estamos no inverno, já que o frio tira a coragem de sair debaixo das cobertas. Como não podemos descartar o inverno, vamos conhecer algumas dicas para mandar a preguiça embora?

1. Treinar no frio é mais eficiente. O corpo gasta energia para se manter aquecido, logo, no frio, é necessária a queima de mais calorias para isso. Aproveite e faça do seu treino o melhor possível.

2. Mais conforto. Nas ruas, parques ou academias, é visível que menos pessoas praticam exercícios físicos durante o inverno. Isso traz o conforto para muitas pessoas que frequentam esses locais. As pistas e os equipamentos ficam com menos filas, facilitando sua vida.

3. Menos suor. O suor excessivo muitas vezes nos incomoda nos treinos, fazendo com que as roupas grudem no corpo, ou ainda, escorrendo em nossos rostos e atrapalhando a visão. No frio as trocas térmicas por transpiração são menos intensas, fazendo com que suemos menos.

4. Ache um parceiro. A presença de um parceiro nos treinos é bem vinda ao longo de todo o ano, mas, no inverno, ela também é a razão para não matarmos aquele treino nos dias mais frios. Encontre alguém com quem possa manter a frequência das atividades físicas.

01_Colágeno-e-Flexibilidade_capa.png

Praticamente um terço de toda proteína que temos em nossos corpos é colágeno. Ele proporciona elasticidade e sustentação à pele, cartilagens, ossos, ligamentos e tendões.

Muitas vezes, a suplementação de colágeno é indicada para a prevenção e no tratamento de dores articulares, artrose e osteoporose, ou para atletas que exigem de seus corpos em demasia. E felizmente, muitos alimentos de nosso dia-a-dia ricos em colágeno podem ajudar nesse sentido.

Vamos conhecer alguns deles?

 – Carnes: esse alimento é rico em proteínas, que compõem e participam na síntese do colágeno em nossos corpos.
 – Ovos: de forma similar às carnes, os ovos também são fontes de proteínas e devem participar da dieta sempre que possível.
 – Gelatina: rica em colágeno, esse alimento de baixa caloria pode ser ingerido como sobremesa.

Além disso, é importante comermos alimentos ricos em outros nutrientes que ajudam na absorção e síntese do colágeno em nossos corpos:

 – Frutas cítricas, vermelhas e vegetais de cor verde-escura, ricos em vitamina C.
 – Nozes, amêndoas e castanhas, fontes de vitamina E.
 – Aveia, rica em silício.
 – Alho, fonte de enxofre, ácido lipoico e taurina.